Logo

Agência Sergipe
de Notícias

Notícia

Mais de 80 mil alunos já passaram pelo Proerd

No primeiro ciclo deste ano estima-se atender três mil pessoas
21 de Fevereiro de 2019 | 14:35

O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) é um serviço da Polícia Militar oferecido a crianças e adolescentes, focado na prevenção ao uso de drogas e violência no ambiente escolar. O programa é desenvolvido através de um curso, feito em sala de aula. O Proerd é baseado em um modelo norte-americano, que surgiu em 1983, chamado “educação contra a violência e uso indevido de drogas” (Dare, na sigla em inglês). No Brasil, o programa passou a existir em 1992, com a Polícia Militar do Rio de Janeiro, e em 2000 foi iniciado em Sergipe.

Como funciona?

O Proerd possui três currículos, cada um com suas especificidades: um para a educação infantil e anos iniciais, outro para alunos do 5° ano e o terceiro para estudantes do 7° ano. A educação  infantil é pautada no fortalecimento da segurança pessoal da criança. Possui duas seções: uma para 1° e 2° ano (alfabetização), com oito encontros, sendo um por semana, e outra que atende aos 3° e 4° anos, com quatro aulas.

“O currículo do 5° ano é  o nosso ‘carro-chefe’, organizado em 10 lições. Fazemos uma breve explanação sobre os fatos e efeitos sobre a saúde de drogas lícitas e que, em muitos casos, são  as primeiras a serem apresentadas aos jovens: o cigarro e o álcool. E, em seguida, nas demais aulas discutimos com eles os fatores de proteção e risco que interferem na tomada de decisão”, explicou a capitã Littig.

O currículo do 7° ano surge como um reforço do 5°, apresentando para os jovens as estratégias para sair de uma situação da qual eles não querem fazer parte, como as que envolvem drogas e violência. Além disso, também são abordados os fatores que interferem nesse processo de decisão.


Quem pode e como pode se inscrever?

O Proerd pode atender qualquer instituição de ensino do Estado, seja pública ou privada. As escolas interessadas em receber o programa devem manifestar o desejo enviando ofício de solicitação ao Comando Geral da PMSE que, assim que encaminhado, a equipe tentará encaixar no cronograma de atendimento.

“Mais de 80 mil crianças já passaram pelo Proerd em Sergipe. No primeiro ciclo de 2019 estamos esperando atender mais de três mil crianças e a previsão é da realização de mais dois ciclos ao longo deste ano”, afirmou a coordenadora do programa em Sergipe, capitã Adriana Littig.

No caso das escolas públicas municipais, o contato deve ser feito com a Secretaria de Educação e Governo, através da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/SE). Já as escolas públicas estaduais podem informar o interesse à Secretaria Estadual de Educação. As escolas particulares devem se comunicar diretamente com a SSP/SE.

  • Medium 8f3cdec3c272359c5a0213b125af9845
  • Medium 43369f1ded322994565bf4bb70af3f10
Medium 8f3cdec3c272359c5a0213b125af9845Medium 43369f1ded322994565bf4bb70af3f10