Logo

Agência Sergipe
de Notícias

Notícia

Lacen ministra treinamento para diagnóstico laboratorial da esquistossomose

A atividade, que tem como objetivo preparar os profissionais de saúde para um correto diagnóstico da patologia, contou com a participação de representantes dos municípios de Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão, Nossa Senhora da Gloria, Propriá, Japoatã, Estância, Siriri, Umbaúba e Barra dos Coqueiros
26 de Março de 2019 | 15:06

O Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen),  por meio da gerência de Entomologia, Parasitologia e Zoonose, realizou um treinamento para identificação das formas evolutivas de protozoários e Helmintos da espécie Schistosoma Mansoni, causador da esquistossomose - doença infecciosa parasitária conhecida como barriga d’água.

A atividade, que tem como objetivo preparar os profissionais de saúde para um correto diagnóstico da patologia, contou com a participação de representantes dos municípios de Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão, Nossa Senhora da Gloria, Propriá, Japoatã, Estância, Siriri, Umbaúba e Barra dos Coqueiros.
 
Dividido em dois momentos, a abordagem teórica estudou o panorama epidemiológico da esquistossomose em Sergipe, noções de higiene, prevenção e controle de Helmintos e protozoários e exame parasitológico método Kato/Katz. Na parte prática,  os profissionais estudaram o manuseio do microscópio, biossegurança e controle de qualidade de amostras das lâminas, enviados ao Laboratório Central.
 
Segundo o gerente da Entomologia,  biólogo Antônio Fernando Viana, o treinamento atende o programa de controle da Esquistossomose do Ministério da Saúde (MS). “Esses profissionais trabalham nos laboratórios em suas cidades e realizam exames parasitológicos para identificação do Schistosoma Mansoni. O treinamento busca aperfeiçoar o conhecimento e as práticas para a correta aplicação da metodologia na realização das análises”, informou.

Na bancada o biólogo Lenilson Meira Feitosa, da equipe do serviço de Parasitologia do Lacen,  explicou os procedimentos para preparo, montagem e leitura das lâminas. “Os profissionais aprendem a identificar e caracterizar de ovos do Schistosoma. Este conhecimento e domínio da técnica é muito importante para que o município possa fazer o controle da doença”, disse.
 
Serviço

O treinamento faz parte do cronograma de capacitações voltadas aos profissionais de unidades que integram a Rede Estadual de Laboratórios Públicos de Sergipe (Redelab/SE). Os municípios que tenham interesse em capacitar seus laboratoristas devem entrar em contato com o serviço através dos telefones: (79) 3234-6000 ou 3234-6015.

  • Medium 18fcdc7ab6089ee7b7856b83ea862075
  • Medium f29a765d164b8a587b26cb8bd0d71ba1
  • Medium 58a6fdcb64bf395922597b5cdd12a2ff
Medium 18fcdc7ab6089ee7b7856b83ea862075Medium f29a765d164b8a587b26cb8bd0d71ba1Medium 58a6fdcb64bf395922597b5cdd12a2ff