Logo

Agência Sergipe
de Notícias

Notícia

Lacen contabiliza mais de 13 mil testes preventivos de doenças materno-fetal

Dados são referente ao primeiro trimestre deste ano
08 de Abril de 2019 | 15:28

O Programa de Proteção à Gestante (Protege), também conhecido como Triagem Pré-Natal, tem como objetivo diagnosticar, orientar e prevenir a transmissão materno-fetal de diversos tipos de doenças ainda na gravidez. Somente neste primeiro trimestre de 2019, o Laboratório Central de Saúde Pública de Sergipe (Lacen) realizou mais de 13 mil testes para diagnóstico de doenças como Sífilis, HIV, Hepatites B e C e Toxoplasmose.

Nesta segunda-feira (8), durante a reunião ordinária do Colegiado Interfederativo Estadual (CIE) na Secretaria de Estado as Saúde (SES) o superintendente do Lacen, Cliomar Alves dos Santos, apresentou um relatório situacional do Protege em Sergipe. Ele também falou sobre a importância dos testes e a disponibilidade da unidade em recepcionar as amostras dos municípios sergipanos, momento em que o gestor incentivou o envio e garantiu que as análises serão realizadas sem interrupções no seu fluxo.

“Quero informar que o Laboratório Central está preparado para receber as amostras e também disponibiliza para rede de assistência o material necessário para coletar as amostras de sangue. O teste é feito através de gotas de sangue periférico, que é colhida na ponta do dedo em papel filtro. É um procedimento simples e rápido, sem necessidade de jejum e preciso para rastrear a presença de vírus no sangue da gestante”, destacou.

De acordo com Gabriela Vasconcelos Brito Bezerra, gerente do Laboratório de Imunologia e Biologia Molecular, onde são processadas as amostras. Para as gestantes terem acesso aos exames do Protege, é necessário ir até uma Unidade Básica de Saúde (UBS) do seu município para fazer o cadastro. “O próprio município coleta a amostra do sangue e encaminha para o Lacen, onde é feito testes que verificam a presença de vírus. O objetivo principal do Protege é reduzir os riscos de mortes e sequelas para as mães e os seus bebês”, confirmou ao informar que os laudos das análises são disponibilizados online em até dez dias.

Os exames do Protege são feitos em dois momentos da gestação da paciente. Na chamada fase inicial, que são os exames de adesão e na fase final, exames de conclusão. O programa beneficia gestantes atendidas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e nas unidades inseridas na Rede Estadual de Saúde. “Quando ocorre do diagnóstico para HIV apresentar resultado positivo, a transmissão materno-infantil poderá ser evitada em quase 100% dos casos. Daí a importância do Protege”, conclui Gabriela

  • Medium 1f029f579eee9f53785cfcd361138ae4
  • Medium ec29f688981f4d2a4156d5eadd33d57b
  • Medium 65ade6e269d55535ac3fd51544862052
Medium 1f029f579eee9f53785cfcd361138ae4Medium ec29f688981f4d2a4156d5eadd33d57bMedium 65ade6e269d55535ac3fd51544862052