Logo

Agência Sergipe
de Notícias

Notícia

Sergipe assina acordo de fortalecimento dos recursos hídricos 

Este documento tem como principal objetivo definir ações voltadas à conservação e aprimoramento das políticas públicas ligadas aos cursos d’água
21 de Fevereiro de 2019 | 17:04

A preservação e bom uso dos recursos hídricos é extremamente importante para o desenvolvimento de diversas atividades econômicas. E, sabendo disso, o Governo de Sergipe assinou, nesta quinta-feira (21), em Brasília, a “Declaração de Fortalecimento dos Recursos Hídricos”, que é um tratado feito pela Agência Nacional de Águas (ANA) envolvendo todos os estados brasileiros e o Distrito Federal. Este documento tem como principal objetivo definir ações voltadas à conservação e aprimoramento das políticas públicas ligadas aos cursos d’água. 

Sergipe foi representado pelo superintendente Especial dos Recursos Hídricos e Meio Ambiente, Olivier Chagas, e pelo superintendente de Recursos Hídricos, Ailton Rocha, ambos ligados à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs). 

De acordo com Olivier, a presença do Estado reforça o compromisso com as políticas públicas ligadas à preservação dos mananciais sergipanos. “Sabemos que a questão hídrica passa por uma grande problemática, mas o Estado tem buscado aprimorar toda o seu sistema de governança e também a eficiência de fornecimento de água”, pontua. 

Ailton Rocha também explicou que a declaração é mais uma forma de melhor promover os projetos de conservação dos corpos hídricos. “Este será mais um canal de fortalecimento dos nossos trabalhos, além de ser um instrumento político na gestão das águas e no diálogo entre agentes públicos e comunidade”, informou.

Olivier ainda reforça o empenho de todos os órgãos ligados a pauta hídrica, destacando que, em Sergipe, a preservação dos mananciais é prioridade. “Cuidar dos recursos hídricos é cuidar da vida e cuidar do futuro é garantir que tenhamos uma melhor sobrevida de nossa sociedade local, como de todo o Brasil. Sergipe está buscando uma efetiva participação no cuidado das nossas águas e esse trabalho seguirá de mãos dadas com todas as entidades ligadas ao assunto”, afirmou.

Outro ponto destacado pelo superintendente é a questão climática. “Em Sergipe, assim como em muitos estados nordestinos, o semiárido é predominante em várias regiões. E este fator tem relação direta com a água porque, quanto mais quente e seco um local é, maior a probabilidade de escassez. O Governo entende e se preocupa com isso, por essa razão tem dado uma atenção especial as bacias hidrográficas sergipanas. Temos investido em ações de reflorestamento das matas ciliares da bacia do Rio Sergipe, dos perímetros irrigados dos rios Jacarecica e Poxim, e, ainda, em investimentos ligados ao esgotamento sanitário. Tudo isso atua diretamente na minimização dos impactos do clima local”, acrescentou Olivier.

  • Medium 88430eb1579204e007f1b8838a667ea4
Medium 88430eb1579204e007f1b8838a667ea4