Logo

Agência Sergipe
de Notícias

Notícia

Déda prestigia inauguração do Centro Tecnológico em Aracaju

Equipamentos e experimentos científicos e tecnológicos estão à disposição d comunidade
23 de Março de 2009 | 03:33

A Casa de Ciência e Tecnologia de Aracaju (CCTECA) passou a ser uma realidade a partir deste domingo, 22, após sua inauguração oficial, no Parque da Sementeira. Numa área de 558 metros quadrados, estão dispostos equipamentos e experimentos científicos e tecnológicos à disposição dos alunos da rede pública e particular de ensino, além de toda a juventude aracajuana. Ao lado do prefeito Edvaldo Nogueira, o governador Marcelo Déda participou da solenidade de inauguração. 

O prefeito fez questão de relembrar a importância da concepção do projeto, ainda na gestão anterior, e dos esforços para superar a burocracia que atrasou a conclusão da obra, além das exigências alfandegárias para a liberação dos equipamentos importados para equipar a CCTECA. “Estamos, com muito orgulho, dando continuidade a esse trabalho iniciado na gestão de Marcelo Déda na Prefeitura de Aracaju. Estamos entregando mais esse magnífico empreendimento, ainda durante as comemorações do aniversário da capital, oferecendo a toda a população aracajuana a oportunidade de conhecer conceitos científicos e tecnológicos de extrema importância para a nossa vida cotidiana”, relatou Nogueira.

Interação com ensino


Edvaldo Nogueira também mencionou a importância de proporcionar a aproximação entre a comunidade e a evolução da ciência e tecnologia como diferencial fundamental para a evolução da sociedade. “A partir do contato com as inovações científicas e tecnológicas, queremos proporcionar às crianças e adultos o contato com os temas científicos que viram ou estão vendo na escola, contextualizando o que conheceram apenas na teoria”, definiu Nogueira. Ainda segundo o prefeito, os alunos de escolas públicas e particulares terão acesso ao local, além do público comum, com visita monitorada mediante agendamento prévio.

No local, os alunos poderão entrar em contato com experimentos que põem a prova e demonstram conceitos de Física, Química, Ótica e Mecânica, a exemplo do Girotec que, segundo o diretor da CCTECA, Augusto César Almeida, simula as condições onde são treinados os astronautas, reproduzindo a situação de ‘gravidade zero’, além das parabólicas onde pode haver comunicação por ondas sonoras, sem nenhum equipamento elétrico ou eletrônico, numa distância de até 50 metros. Há ainda o planetário, que reproduz o cenário de um céu estrelado com a possibilidade de identificação de constelações, corpos celestes, e a reprodução do ‘céu’ que foi visualizado em datas determinadas.

Aproximação da ciência

Já o governador Marcelo Déda relatou a origem do projeto, através de uma iniciativa do Ministério da Ciência e Tecnologia na gestão do então ministro Eduardo Campos, hoje governador do Estado de Pernambuco. “O ministério desenvolveu a iniciativa de criar centros como esse em várias cidades e Aracaju foi uma das beneficiadas. Entregar esse centro, para mim, é uma felicidade tripla: como ex-prefeito de Aracaju, deflagramos o processo para construir o projeto, como governador do Estado, por testemunhar a incorporação de mais um patrimônio cultural e educativo para o povo sergipano, e como morador do bairro, com um acréscimo de mais um equipamento no Parque de Sementeira, contribuindo na construção da consciência científica”, justificou.

Déda também registrou a contribuição fundamental do Governo Federal, através do Ministério da Ciência e Tecnologia, e da parceria com a Universidade Federal de Sergipe (UFS) na consultoria para montagem e operação dos equipamentos. Como sugestão, o governador indicou aos vereadores que avaliassem a possibilidade de batizar a CCTECA com o nome de Galileu Galilei. “Essa seria uma forma de perpetuar essa obra como uma homenagem de Aracaju a toda ciência e, especialmente à Astronomia, que tem seu ano comemorado em 2009, além de mostrar aos que nos visitam que a capital de Sergipe faz parte do Brasil, do mundo e de suas conquistas”, salientou o governador.

Formação


Segundo ele, a possibilidade de conviver com a ciência a partir da prática, despertando curiosidades, vocações e cria uma base para desenvolvimento de uma consciência cidadã sobre a evolução científica e tecnológica. “Essa é uma contribuição decisiva para o desenvolvimento de Sergipe e para o desenvolvimento do nosso país. Essa é uma semente que lançamos para colaborar na formação dos nossos jovens”, sintetizou o governador.

Participaram da solenidade, a primeira dama, Eliane Aquino,  o vice-prefeito de Aracaju, Silvio Santos o presidente do Sergipe Parque Tecnológico, José Teófilo de Miranda, o presidente do Instituto de Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco, Frederico Montenegro, do vereador líder do prefeito na Câmara de Vereadores, Elber Batalha Filho, do vereador Valdir Santos, da vereadora Karla Trindade, dentre outras autoridades, secretários municipais e membros da administração estadual.