Logo

Agência Sergipe
de Notícias

Notícia

Semana Santa: Restaurante Padre Pedro incrementa cardápio com peixe e chocolate

O Padre Pedro serve até 1.500 refeições diariamente, atendendo principalmente a população em situação de rua e socialmente vulnerável
17 de Abril de 2019 | 19:55

Em razão da proximidade da Semana Santa, o Restaurante Popular Padre Pedro, ligado à Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência Social e do Trabalho (Seit), incrementou o cardápio nesta quarta-feira (17), para a população que realiza refeições diariamente no local. No almoço, foi ofertado peixe, feijão, arroz, purê de batatas, salada, suco de goiaba e, em virtude da Páscoa, teve chocolate como sobremesa.

No horário do almoço, entre 11h e 13h, o Padre Pedro serve até 1.500 refeições diariamente, atendendo principalmente a população em situação de rua e socialmente vulnerável. O serviço se dá através da oferta de refeições nutricionalmente balanceadas pelo valor simbólico de um real. O governo do Estado custeia a maior parte da refeição, viabilizando o acesso a uma alimentação de qualidade às milhares de pessoas que por ali passam diariamente, tanto no almoço quanto no jantar (servido das 17h às 19h). 

As exigências nutricionais para que a alimentação possa ser considerada de qualidade são verificadas diariamente no cardápio, conforme explica o nutricionista Hélio Rocha, da coordenação de Segurança Alimentar e Nutricional da Seit. Para tanto, segundo ele, são avaliados o valor energético e nutricional das refeições servidas no restaurante. “Com o peixe a gente consegue ofertar uma proteína de boa qualidade, com baixa gordura, para que possamos trazer uma pouco mais de saúde para os nossos usuários, oferecendo uma carne mais magra que a carne bovina, e considerando a tradição seguida por boa parte da população na época de Semana Santa”, disse.

Frequentador do restaurante há pouco mais de um ano, Ariosvaldo Santos aprovou o cardápio do dia. “Almoço em outros lugares, mas nenhum lugar é tão bom quanto aqui. Gosto de todas as comidas, principalmente quando é peixe, como hoje”, contou. A usuária Rita de Cássia dos Santos também aprovou a iniciativa. “A comida é muito gostosa e por um preço barato. Além do peixe, gostei de termos chocolate como sobremesa hoje”, afirmou. 

De acordo com Tatiana Canuto, coordenadora da CSAN/Seit, a Segurança Alimentar e Nutricional envolve também os aspectos social e cultural. “Então, o incremento do cardápio vem muito nessa perspectiva de oportunizar aos nossos usuários a oferta de uma alimentação que leva em conta o cultural. Assim sendo, é muito gratificante ofertar essa alimentação tradicional na Páscoa para o nosso público. Eles sempre ficam muito satisfeitos”, finalizou.

  • Medium 99c5914f3720c3d3382520bb8c49b006
  • Medium 9328120243b2ffc0f9f5684a3631af53
  • Medium 3f9470fad11de0dbd4bd618fe738e32a
  • Medium a219e82eeb8f7a5bf87770b980c0c1f5
  • Medium 29e86511574c502a86b1619a2c5fe2e6
  • Medium 0fafb5becbcfdf8f06b59ccac1ac7dec
Medium 99c5914f3720c3d3382520bb8c49b006Medium 9328120243b2ffc0f9f5684a3631af53Medium 3f9470fad11de0dbd4bd618fe738e32aMedium a219e82eeb8f7a5bf87770b980c0c1f5Medium 29e86511574c502a86b1619a2c5fe2e6Medium 0fafb5becbcfdf8f06b59ccac1ac7dec