Logo

Agência Sergipe
de Notícias

Notícia

Governo solicita prorrogação de investimentos do programa Águas de Sergipe

Andamento das obras do Programa Águas de Sergipe foi tema de audiência, em Brasília, entre o secretário Geral de Governo, José Carlos Felizola, o superintendente especial de Recursos Hídricos e Meio Ambiente, Olivier Chagas, e representantes do Banco Mundial
15 de Janeiro de 2019 | 18:39

O andamento das obras do Programa Águas de Sergipe foi tema de audiência, em Brasília, entre o secretário Geral de Governo, José Carlos Felizola, o superintendente especial de Recursos Hídricos e Meio Ambiente, Olivier Chagas, e representantes do Banco Mundial, nesta terça-feira (15). Na ocasião, foi solicitada junto ao Banco, a prorrogação do convênio para continuidade das ações do programa em Sergipe, cujo contrato vence em 30 de abril deste ano. O projeto já se encontra com 60% em andamento.


O programa resulta de contrato firmado entre o governo de Sergipe e o Banco Mundial no valor de US$ 117.125.000,00, sendo US$ 46.850.000,00 a contrapartida do Estado e tem como finalidade a melhoria da qualidade da água da Bacia Hidrográfica do Rio Sergipe. Somente na primeira etapa do projeto de esgotamento sanitário em Itabaiana, um dos investimentos que compõe o programa, já foram direcionados R$ 23,5 milhões, por exemplo. Além do esgotamento de Itabaiana, estão sendo realizadas intervenções em irrigação, drenagem e resíduos sólidos, com cerca de 80 ações em diversos municípios interligados à bacia.


“A reunião com o Banco Mundial foi bastante técnica, o Estado apresentou proposta de prorrogação e as tratativas já foram iniciadas. O contrato atual encerra em 30 de abril e há uma perspectiva do Banco aprovar essa prorrogação, tendo em vista que essas obras acertadas estão em andamento, como é o caso da macrodrenagem em Itabaiana, executada pela Deso; a revitalização dos perímetros irrigados; a questão de reflorestamentos e de matas ciliares, ou seja, tudo que foi contratado está em andamento. Apenas alguns detalhes vão ser ajustados, mas as tratativas começaram de forma positiva”, informou o secretário José Carlos.  
 
Já o superintendente especial de Recursos Hídricos e Meio Ambiente, Olivier Chagas, reforçou que, apesar das mudanças administravas no Estado, o governo segue priorizando ações ambientais. “Como houve a fusão da Semarh e da Seinfra, nós nos reunimos com os representantes do Banco Mundial com o objetivo de garantir a continuidade das ações do Programa. Apesar da alteração administrativa, o Águas de Sergipe será garantido com apoio integral do governo para que não sofra nenhum tipo de prejuízo nas ações que estão em andamento e das que estão por começar”, explicou. 

Ainda segundo Olivier, o governador Belivaldo Chagas manifestou interesse de ir pessoalmente à Brasília, em fevereiro, para discutir as tratativas finais a respeito da prorrogação da parceria com o Banco Mundial. 

Responsabilidade ambiental 

“O governo criou um Superintendência Especial para  cuidar das ações do Meio Ambiente. Com isso, o governo do Estado demonstra uma grande responsabilidade com o Meio Ambiente e Recursos Hídricos”, disse Olivier.
   
Participaram da audiência com o Banco Mundial o técnico da Deso, Marcelo Monteiro; o coordenador da Unidade do Programa Águas de Sergipe, Everton Teixeira e a representante do Banco Mundial,  Paula Freitas. 

  • Medium 22348ac40245e8726c5f8c4e2549b4d9
  • Medium 40a068b43841a901cccde0dcc23d96c2
  • Medium 18a70977362711bdd72a5b220a948fda
Medium 22348ac40245e8726c5f8c4e2549b4d9Medium 40a068b43841a901cccde0dcc23d96c2Medium 18a70977362711bdd72a5b220a948fda