Logo

Agência Sergipe
de Notícias

Notícia

Governo discute Aclimatação das seleções olímpicas em Sergipe

O processo de aclimatação significa não só adequar o ambiente do Estado para manter a alta performance dos atletas, mas também mostrar o quanto Sergipe está pronto para sediar atividades de médio e grande porte
23 de Junho de 2016 | 15:33

Em reunião realizada no começo da tarde desta quinta-feira, 23, no Palácio de Despachos, o vice-governador Belivaldo Chagas tratou junto à Secretaria de Estado do Turismo e Esporte (Setesp), e representantes de outras secretarias e órgãos do Estado, questões relativas à Aclimatação das oito seleções olímpicas que ficarão sediadas em Sergipe durante os jogos de 2016. Serão elas representantes do Brasil, Japão, Áustria, Bielorússia, Kasaquistão, República Checa e Ucrânia.

O processo de aclimatação significa não só adequar o ambiente do Estado para manter a alta performance dos atletas, mas também mostrar o quanto Sergipe está pronto para sediar atividades de médio e grande portes. Estão envolvidos também as secretarias da Segurança Pública, Saúde, Comunicação, Casa Civil, Educação, além de Emgetis, Governadoria e a Polícia Federal, todos com representantes presentes na reunião, que serviu de apresentação de pontos importantes que devem ser trabalhados para um plano geral comum.

Belivaldo Chagas afirmou estar confiante de que tudo se dará da melhor forma, visto a experiência já adquirida pelos órgãos em eventos como a Copa do Mundo de Futebol e a recente passagem da Tocha Olímpica. “Quero acrescentar que há um diferencial por ser um evento maior, há um diferencial neste evento, pois vamos receber um público maior e vamos ter eventos em locais distintos. Vamos utilizar espaços do Constâncio, da universidade, que demanda deslocamento nas áreas de segurança e saúde, um esporte, mas o que importante é alinhar os planos e buscar a agenda de todos os envolvidos. Mas acredito que tudo dará certo, boa vontade nós temos e competência não falta às equipes envolvidas”, disse.

 “Temos uma agenda importantíssima no Estado pela frente. Na verdade, a perspectiva de muita amplitude em Sergipe e a gente tem trabalhado internamente com a ideia de fazer uma movimentação do clima olímpico, Sergipe na Olimpíada. Já temos, nesse momento, japoneses em Sergipe, já chegaram aqui alguns turistas em função da agenda esportiva, temos pela frente uma expectativa muito positiva a cerca da aclimatação das seleções no nosso parque aquático, da imprensa desses países estarem conosco, e a gente vê que estamos no caminho adequado para essa realidade", disse o secretário do Turismo e Esporte, Saulo Eloy.

Experiência de Sergipe

O diretor de Esportes da Setesp, Gilson Dória, informou que o processo de aclimatação iniciou-se há três anos e meio quando o estado de Sergipe foi credenciado junto ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB). "Entre 1.800 instalações que foram inscritas, Sergipe conseguiu a aprovação do nosso Centro de Ginástica, com equipamento autorizado pelo COB, mas nós trabalhamos no sentido de captar outros espaços, como o Batistão foi possível consolidar oito seleções, tanto na área da natação, ginástica e futebol com representações. O COB parabenizou Sergipe e a gente tem certeza que com os companheiros dos outros órgãos nós iremos realizar um grande trabalho, como foi feito com a passagem da tocha", ressaltou.

Ele destaca que essa preparação é de grande relevância para Sergipe, pois abre também a perspectiva de trazer eventos nacionais e internacionais para cá, pela capacidade de organização e instalações. Ela não se prende somente a ação de receber uma seleção, é mais ampla, que proporciona o crescimento do turismo, do esporte e uma agenda positiva para Sergipe.

Os espaços que serão utilizados pelos atletas são o Ginásio de Esportes Constâncio Vieira, onde está o Centro de Ginástica. O parque aquático Zé Peixe e a Arena Batistão, e ainda a piscina da universidade Tiradentes que dará suporte à organização estadual, para as modalidades de futebol de campo, ginástica artística, ginástica de trampolim e nado sincronizado.


Intercâmbio

Outro ponto importante apontado pelo diretor é que todo esse processo foi também negociado para gerar um intercâmbio entre os técnicos internacionais com os profissionais de educação física locais. "Foi acordado isso em contrato, que eles vão proporcionar duas capacitações para os nossos técnicos", informou.

Também foi negociado um jogo teste para o Japão com o time do Sergipe, que vai acontecer dia 27, as 15h15 no Batistão. A previsão é que mais 100 jornalistas japoneses estarão em Aracaju somente para cobrir o futebol, e mais 30 para a ginástica. A Setesp e as demais secretarias e órgãos tem a missão de dar o suporte técnico para as seleções, seguindo uma rotina de treinamento e deslocamento. Na próxima semana uma nova reunião vai ajustar detalhes deste trabalho conjunto.

 

 

  • Medium 1775f2c2a40db34d6ce8c06c059351d2
  • Medium 4aaa648fa91e818e3d6c6f9ec5687b2b
  • Medium d2c4ae8862f6c582868e98e68f8671c1
  • Medium a9a76eaeb5034511cd874181a7438a4d
  • Medium 76500a299d57fa7d2ce6ec29324fbae2
  • Medium 13ef121f864f3c5ae0a7c33688a00747
Medium 1775f2c2a40db34d6ce8c06c059351d2Medium 4aaa648fa91e818e3d6c6f9ec5687b2bMedium d2c4ae8862f6c582868e98e68f8671c1Medium a9a76eaeb5034511cd874181a7438a4dMedium 76500a299d57fa7d2ce6ec29324fbae2Medium 13ef121f864f3c5ae0a7c33688a00747