Logo

Agência Sergipe
de Notícias

Notícia

Governos estadual e federal alinham ações para a agricultura sergipana

Entre as ações está um programa que envolve os jovens do campo e atividades em residências agrícolas, que o governo Federal deve lançar ainda este mês
08 de Abril de 2019 | 12:10

Após a visita da ministra da Agricultura, Tereza Cristina, um novo alinhamento foi possível entre o governo do Estado e o governo Federal. A convite do secretário de Estado da Agricultura, André Bomfim, o secretário adjunto da Agricultura Familiar e Cooperativismo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA, Ewerton Giovanni, esteve em Sergipe, e trouxe informações sobre planos do governo Federal para o Nordeste, e ações específicas que podem beneficiar o estado. Entre elas, está um programa que envolve os jovens do campo e atividades em residências agrícolas, que o governo Federal deve lançar ainda este mês. 

Segundo o secretário Ewerton Giovanni, o programa será destinado a jovens recém-formados nas ciências agrárias. Eles concorrerão a uma bolsa, a ser concedida pelo MAPA por tempo determinado, para que possam fazer uma troca de experiências com áreas já consolidadas das cadeias produtivas. “Faremos um alinhamento com a UFS e o Senar [Serviço Nacional de Aprendizagem Rural] para levantar possíveis parceiros para receber esses jovens. A ideia do MAPA é que eles saiam da residência agrícola com maior capacidade de prestar assessoria técnica; ao mesmo tempo em que os conhecimentos por eles adquiridos na academia sejam utilizados para fortalecer as cadeias produtivas em Sergipe”, explicou o secretário da Agricultura, André Bomfim.  

A Seagri também irá buscar parcerias para fazer um estudo, visando à elaboração de um Plano de Desenvolvimento para o Alto Sertão. “O MAPA selecionou oito áreas do país como prioridade e, entre elas, está o Alto Sertão sergipano. Iremos, portanto, fazer um levantamento de todas as cadeias produtivas, especificando necessidades e principais entraves, para subsidiar o Ministério da Agricultura no direcionamento de ações para atender demandas da região”, disse o gestor. 

Ainda segundo informado pelo secretário adjunto da Agricultura Familiar, o Ministério possui uma meta ligada à Bioeconomia, que é uma economia sustentável, preocupada com o consumo consciente em equilíbrio com o meio ambiente, e focada na utilização de recursos de base biológica, recicláveis e renováveis. Um mercado que se preocupa com o desenvolvimento de soluções para a saúde humana, a segurança hídrica, energética e alimentar, químicos renováveis, aumento da produtividade agropecuária e energética.

Dentro dessa perspectiva, o MAPA irá desenvolver programas voltados para o fortalecimento das iniciativas que têm por base culturas típicas de cada região. “Considerando a proposta, vislumbramos que nela se encaixa o trabalho das Catadoras de Mangaba, com os usos potenciais do fruto e os seus subprodutos. Vamos fazer uma apresentação e levá-las a Brasília, para acessar essa ação do MAPA”, afirmou o secretário de Estado da Agricultura André Bomfim.

Também foi informado pelo secretário Ewerton Giovanni ao gestor estadual, que está prevista uma ação que irá proporcionar, aos municípios sergipanos com até 10 mil habitantes, assistência técnica especializada através de consultores contratados pelo MAPA. “O Ministério irá garantir a infraestrutura para que as secretarias municipais de Agricultura possam fazer uma assistência técnica de maior qualidade, facilitando a vida do produtor rural e qualificando o seu cultivar. Ficamos entusiasmados com as ações que nos foram informadas e vamos tomar todas as providências para intermediar a chegada do máximo possível de programas e recursos, que possam auxiliar o desenvolvimento da Agricultura sergipana”, concluiu o secretário André Bomfim.

  • Medium 452c8fbc131b4cbcd0e52527d3b67667
  • Medium d66a7bb18a06ff4b32b0607b875eac59
Medium 452c8fbc131b4cbcd0e52527d3b67667Medium d66a7bb18a06ff4b32b0607b875eac59